O mundo com o seu olhar.

Outras Perspetivas

Receitas de publicidade da dona da Google crescem 68%

Perspetiva

A Alphabet, a empresa que detém a Google, registou um crescimento de 68% em publicidade no segundo trimestre do ano, tendo alcançado 42 mil milhões de euros em receitas nesta área.

Trata-se de um aumento considerável face 25 mil milhões de euros registados no período homólogo de 2020. Os resultados actuais são oriundos da pesquisa, anúncios no YouTube e a rede Google.

O segmento da pesquisa representa cerca de 70% das receitas de publicidade da Google, alcançando um valor de 30 mil milhões de euros. No que respeita ao YouTube, as receitas nesta plataforma cifraram-se nos 5,9 mil milhões de euros, um forte crescimento face aos 3,20 mil milhões do segundo trimestre de 2020.

Também o segmento de anúncios no YouTube, a plataforma de vídeo da Google, cresceu: há um ano, gerava receitas de 3,812 mil milhões, contra os cerca de 7 mil milhões deste ano. Para esta área, os analistas apontam para receitas de 6,73 mil milhões de dólares.

«Assistimos, neste segundo trimestre, uma onda crescente de actividades online em muitas partes do mundo e estamos orgulhosos de que os nossos serviços tenham ajudado tantos clientes e negócios. Os nossos investimentos em inteligência artificial e cloud a longo termo estão a ajudar-nos a fazer melhorias significativas na experiência digital de toda a gente», cafirma Sundar Pichai, CEO da Google e da Alphabet.

Fazendo um balanço final deste segundo trimestre, a Alphabet alcançou um lucro de 15,6 mil milhões de euros, um aumento exponencial face aos 5,9 mil milhões que registou no segundo trimestre de 2020.

Fonte: Marketeer